1. uma chance

12abr10

Às vezes, eu tenho esses momentos repentinos em que eu começo a criar teorias e hipóteses pra tudo que acontece na minha vida. Não sei se isso me ajuda ou prejudica mais a situação que eu me encontro. A mais nova, que acabou de surgir tem a ver com os últimos dois meses em que eu vivi.

Suponham que existe este cara que sempre soube que tem uma irmão mais velho, mas eles não cresceram e nem conviveram juntos. E irão passar a conviver juntos. Só que ambos são, literalmente, bem diferentes um do outro. Pensam diferente, agem diferente, têm gostos diferentes e, enfim, são diferentes. E os dois sabem que o outro é exatamente o oposto de si mesmo, com isso acabaram criando uma imagem de como seria de quando começassem a conviver. Só que quando eles começam a conviver, por incrível que pareça, eles se dão muito bem. Conversam muito, saem para vários lugares juntos, fazem tudo junto, começam a ganhar a confiança um do outro e enfim, toda aquela relação que dois irmãos deveriam ter. Após um bom tempo de convívio, um deles não queria ter essa convivência e boa relação com o outro irmão, porque está saindo prejudicado em algumas situações. Mas por querer agradar o outro, acabou sendo alguém que ele não é realmente.

Agora que entra a teoria, um dos irmãos (o que não está sendo quem realmente é) quer mudar, mas não pode mudar de repente porque vai soar muito estranho para o outro. E porque a vida não podia, simplesmente, dar para cada ser humano, UMA, apenas UMA chance de voltar no passado e fazer aquilo da maneira certa? Porque a vida teima em ser sutilmente cruel em certas situações? Porque aquilo que poderia ser mais fácil, não é? Até hoje, eu precisaria de tantas voltas no passado pra minha vida ficar no jeito que eu queria, sem as minhas crises, sem os meus complexos e sem tudo aquilo que me persegue até hoje.

Tenho que aceitar isso e aprender a lidar diariamente com isso. Levando patada, tapa na cara, soco e tudo aquilo que nos faz aprender a viver.

Eu deveria ter feito um post de apresentação, mas nem fiz, não sei como fazer. Deu-me vontade de escrever isso, quando eu estava tomando banho, corri pra cá e vir fazer o primeiro post. Sou Samuel e vou guiar esse blog. Pelo menos, tentar né. Qualquer coisa, clica alí no “Sobre” ou “Autor”.

Anúncios


No Responses Yet to “1. uma chance”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: